Fechar
Buscar no Site

XP Investimentos recomenda compra com target em R$ 11,00 por ação do Grupo Mateus

A XP Investimentos analisou o ativo Grupo Mateus (GMAT3) em seu portfólio e optou por manter a recomendação de Compra com preço-alvo em R$ 11 por ação.

A gestora diz estar atualizando as estimativas por conta dos resultados recentes. “Vemos a empresa como uma história de consolidação regional, que deve ser acelerada com a recente contratação de uma equipe de expansão experiente, enquanto acreditamos que a discussão em andamento sobre a extensão dos benefícios fiscais de ICMS até 2032 poderia ser um trigger de curto prazo, pois eliminaria uma das principais preocupações dos investidores com a empresa. Atualmente, os benefícios fiscais expiram em dezembro de 2022”, disse.

E acrescentou que o Grupo está acelerando seus planos de expansão (para 50 lojas/ano vs.40 anteriormente) para entrar em novos estados do Norte/Nordeste, incluindo grandes cidades.

“Embora isso deva se traduzir em margens mais pressionadas no curto prazo devido à maiores despesas operacionais, vemos isso como estrategicamente positivo, pois estimamos que um impacto líquido positivo no lucro (lucro líquido de 2022e crescendo 5% vs. nossas estimativas anteriores) enquanto a empresa deve acelerar sua consolidação com um risco de execução menor, dada a experiência da nova equipe na região e setor. Além disso, as margens devem se normalizar à medida que a empresa adensa suas rotas logísticas e as lojas se tornam maduras”, diz o comunicado da XP.

Grupo Mateus (GMAT3): XP recomenda Compra com target em R$11 por ação

Ainda de acordo com a XP, o Grupo continua focado na expansão para as regiões Norte/Nordeste, com a nova equipe apenas acelerando sua estratégia de consolidação e permitindo a entrada em mais estados ao mesmo tempo, dada sua sólida experiência no setor.

“A empresa definiu Pernambuco e Bahia como os próximos da fila, mas deve continuar com sua estratégia de expansão liderada pela “infantaria” (Atacado de distribuição avançando primeiro em novas regiões) para avaliar e contribuir com a definição de qual formato mais se adapta ao perfil de consumo daquela cidade”, destacou.

O conteúdo d'O INFORMANTE é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

mais / Notícias