Fechar
Buscar no Site

Variante do coronavírus preocupa, mas vacinação não deve ser interrompida, dizem pesquisadores

A decisão da África do Sul de interromper o uso da vacina de Oxford/AstraZeneca depois de alguns imunizados terem sido infectados com a variante identificada no país causou preocupação no Brasil. A variante sul-africana do coronavírus tem características genéticas semelhantes à nova linhagem que emergiu em Manaus. Apesar de o risco de redução da eficácia do imunizante, especialistas defendem que a vacinação não seja interrompida . A vacina continua protegendo os pacientes contra casos graves, internações e óbitos.

Mais de 3,7 milhões de pessoas já foram imunizadas no Brasil. O país contabiliza ainda 232.248 vidas perdidas e 9,5 milhões de casos da Covid-19 confirmados. (Essencial – O Globo)

O conteúdo d'O INFORMANTE é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

mais / Notícias