Fechar
Buscar no Site

Vale paralisa atividades do complexo  de Mariana, em Minas Gerais 

 

A Vale informou, nesta sexta-feira, 4, que recebeu notificação da  Superintendência Regional do Trabalho para interdição de  atividades em áreas próximas à barragem Xingu, da mina Alegria,  o que levou à paralisação na circulação de trens em um ramal da  Estrada de Ferro Vitória Minas (EFVM), no complexo de Mariana  (MG). 

Segundo a companhia, a medida impedirá o escoamento do material  produzido na usina Timbopeba durante a interdição e, por consequência,  levará à paralisação temporária da produção nesta unidade, com impacto  estimado em 33 mil toneladas de finos de minério de ferro por dia. 

Ainda segundo o comunicado, adicionalmente foram interditados alguns  acessos internos da mina Alegria, com impactos parciais na produção da  usina, estimados em 7,5 mil toneladas de finos de minério de ferro por  dia. 

A Vale disse que “está tomando todas as medidas necessárias para a  retomada das atividades o mais breve possível, mantendo o foco nos  cuidados necessários para garantir a segurança dos empregados e das  comunidades localizadas no entorno de suas estruturas”. 

A empresa ressaltou que a Barragem Xingu permanece em nível 2 do  Plano de Ação de Emergência de Barragens de Mineração (PAEBM), em  que não há risco iminente de ruptura, seguindo inalteradas as condições  de segurança da estrutura. 

“A barragem Xingu é monitorada e inspecionada diariamente por equipe  técnica especializada e está incluída no plano de descaracterização de  barragens da companhia. A Zona de Autossalvamento (ZAS) da Barragem  Xingu permanece evacuada, não havendo a presença permanente de  pessoas na área”, diz a Vale. (Luciano Soares – Notícias de Mineração Brasil)

 

O conteúdo d'O INFORMANTE é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

mais / Notícias