Fechar
Buscar no Site

Uma visão turva ou mal avaliada da “dimensão surpreendente” do encontro de Flávio Dino com Sarney  

A visão turva sobre um fato até se justifica pela desinformação. Mal avaliá-lo por motivos outros não parece correto.
Não vimos o governador Flávio Dino tratar o seu encontro com José Sarney como “o maior acontecimento de sua vida desde que entrou na política”, como avaliou o portal Maranhão Hoje, na manhã deste domingo, ao postar: “Governador Flávio Dino trata encontro com José Sarney como se fosse o fato mais importante de sua vida desde que entrou na política e o ex-presidente faz de conta que isto nunca existiu“.
É incorreto atribuir ao governador a “dimensão surpreendente” dada ao fato, que, por sinal, ressalte-se, é histórico. Pode até ter acertado  o portal quando atribui essa dimensão a “aliados políticos, jornalistas, blogueiros e radialistas”. Flávio Dino tão somente divulgou o encontro em seu twitter, cumprindo o que uma fonte palaciana dissera a O INFORMANTE (blog do JP online), que a procurou tão logo soube que a ‘rádio peão’ estava passando a ‘informação’, originada na família Sarney há duas semanas, de que governador e ex-presidente haviam se encontrado. “Não houve esse encontro. Mas no momento atual o Flávio não vê nenhum problema em ter. Pode ser com FHC, com Lula, com Dilma… são ex-presidentes da República. Garantimos, porém, que se houver tal encontro, será evidentemente público e publicado, jamais secreto“!!! Como acabou acontecendo a conversa, Flávio Dino foi ao twitter e divulgou. Não temos informação, depois disso, de qualquer manifestação de iniciativa do governador, a não ser nas poucas vezes em que foi instado a falar a respeito do assunto, inclusive para a imprensa nacional, que, logicamente, não deixaria passar em branco um tema de tamanha envergadura. Se o entorno de Dino resolveu, por algum motivo, dar esse vulto todo ao encontro, como diz o ‘Maranhão Hoje’, o que o governador maranhense teria a ver com isso?
Não reconhecer que a reunião entre José Sarney e Flávio Dino é um fato histórico na política maranhense é um equívoco e vai de encontro às regras do bom jornalismo. Ou não foi o atual governador o responsável maior pela queda de um império que dominou o Maranhão durante cinco décadas?

Como não tratar esse encontro, jornalisticamente, como um fato histórico? E foi essa visão que teve o Jornal Pequeno, na pessoa do seu editor geral, jornalista Lourival Bogéa, formado pela Universidade Federal do Maranhão (Ufma), ao procurar o governador do Maranhão para entrevistá-lo.

Bom, importante e verdadeiro afirmar e frisar que a iniciativa foi DO JORNAL PEQUENO, veículo de comunicação que iniciou essa luta contra o sarneisismo ‘lá atrás’, com seu fundador José Ribamar Bogéa; portanto, bem antes de Flávio Dino, que foi se engajar a ela muitos anos depois.

Durante quase duas horas (outros temas foram tratados e serão levados a público ao longo da semana) o Jornal Pequeno conversou com o governador e procurou tirar todas as dúvidas postas publicamente ao longo dos últimos dias, para tentar levar a informação correta ao leitor, mesmo que apenas na versão de um dos protagonistas do fato. A intenção é ouvir também o outro protagonista, desde que se disponha a falar. Mas, pelo visto, conforme o próprio portal Maranhão Hoje, e para dar vazão às suas conveniências, ele pode querer continuar “fazendo de conta que o encontro nem existiu”. Perante a História, porém, não terá como negar a importância histórica da conversa que aceitou ter com o governador que derrubou o seu império.

O conteúdo d'O INFORMANTE é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

mais / Notícias