Fechar
Buscar no Site

Suzano diz ter seis fazendas invadidas no Maranhão; MST nega envolvimento

Fazenda com plantação de eucalipto para produção de celulose Neco Varella/Estadão Conteúdo - 27.abr.2006 Da CNN

 

A Suzano, empresa de papel e celulose, confirmou que teve seis fazendas invadidas no Maranhão, totalizando 17.529 hectares, dos quais 9.060 hectares são área de reserva legal e 8.469 hectares de plantio. A companhia ainda acrescentou que vem sofrendo com as ocupações irregulares em outras regiões do Brasil e relata episódios de ameaça e violência.

A empresa disse em nota que as fazendas foram invadidas por “grupos diversos”, sem especificar quais grupos são esses. Blogs locais atribuem a invasão a “pessoas ligadas ao Movimento Sem Terra” (MST).

A CNN procurou o MST do Maranhão, que afirmou não ter envolvimento com essas ocupações.

Leia abaixo a nota enviada pela Suzano.
“A empresa informa que, no Maranhão, tem seis fazendas invadidas por grupos diversos, totalizando 17.529 hectares, dos quais 9.060 hectares são área de Reserva Legal e 8.469 hectares de plantio. A companhia comunica também que vem sofrendo com ocupações irregulares no Brasil, em municípios em que atua, o que tem acarretado prejuízos ambientais, econômicos e sociais, não sendo poucos os episódios de ameaça e violência.”

Veja a íntegra do posicionamento enviado pelo MST
“Boa tarde, aqui é o Ramiro Martinez da Executiva da Frente de Massa do Movimento Sem Terra do estado do Maranhão. Mando esse áudio para reafirmar que a acusação de termos ocupado sete áreas da empresa Suzano não procede. De fato, aconteceram essas ocupações que já têm mais de seis meses desde a última ocupação, mas reafirmamos que o MST não tem envolvimento, não tem organização, não tem acompanhamento nem direcionamento dessas ocupações que foram por famílias organizadas de diferente da cidade da região. Então, nós deixamos explícito, né? A nossa indignação diante dessas acusações porque ela tem como objetivo de criminalizar a luta pela terra, criminalizar o Movimento Sem Terra nesse período eleitoral, nesse contexto político histórico que o Brasil está vivendo. (Com informações de Beatriz Carneiro, da CNN Brasil)

 

 

O conteúdo d'O INFORMANTE é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

mais / Notícias