Fechar
Buscar no Site

Suspeitos de assaltar BB de Bacabal são presos ao tentar fugir em carreta

Dez criminosos foram presos em Santa Luzia do Paruá, após trocar tiros com a polícia

 

A Polícia Militar do Maranhão prendeu no final da noite de ontem (segunda, 3), no município de Santa Luzia do Paruá, a 394 km de São Luís, 10 suspeitos de participar do assalto ao Banco do Brasil de Bacabal, ocorrido no dia 25 passado. Treze suspeitos ocupavam uma carreta-baú (11 deles no baú e dois na cabine), que foi abordada numa barreira da PM em Santa Luzia do Paruá. Eles reagiram e três criminosos foram mortos. Entre os 10 presos, 4 saíram feridos.

Na carreta, a polícia apreendeu armas (muitas de grosso calibre, como 2 metralhadoras ponto 50 e 11 fuzis), além de munições e coletes à prova de bala, que estavam em poder dos suspeitos. Dezenas de sacos com cédulas que os policiais acreditam pertencer a agência do Banco do Brasil de Bacabal também foram apreendidos. “Muito dinheiro foi apreendido”, disse o secretário de Segurança Pública do Maranhão, Jefferson Portela. As cédulas (muitas de R$ 1oo) ainda estão sendo contadas por funcionários do BB, mas o valor recuperado já se aproximava, na manhã desta terça (4), de quase R$ 50 milhões.

O coronel PM João Machado, que esteve à frente da abordagem aos criminosos, disse que a carreta com os bandidos saiu de uma fazenda na região e entrou na BR-316 por uma estrada vicinal. Policiais estão vistoriando as propriedades da região à caça de outros prováveis bandidos.

O militar afirmou ainda que os criminosos que estavam na carreta-baú são, na maioria, de São Paulo, e seriam ligados à facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital), que atua em todo o país.

Os presos foram encaminhados para a Delegacia Regional de Zé Doca. Eles serão transferidos nas próximas horas para São Luís.

 

O conteúdo d'O INFORMANTE é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

mais / Notícias