Fechar
Buscar no Site

STJ condena governador do Amapá a prisão por peculato

O Superior Tribunal de Justiça condenou, hoje,6, Waldez Góes, governador do Amapá, a 6 anos e 9 meses de reclusão pelo crime de peculato.

Ele foi acusado de atrasar pagamento aos bancos de parcelas descontadas dos salários dos servidores para quitar empréstimos consignados.

Segundo o MP, o objetivo era apropriar de parte dos salários dos servidores estaduais — ele nega e diz ter usado o dinheiro para pagar despesas correntes do estado.

A condenação impõe perda do cargo e multa de R$ 6,3 milhões, mas a pena só poderá ser executada após o trânsito em julgado.

Votaram pela condenação, na Corte Especial, os ministros João Otávio de Noronha, Raul Araújo, Nancy Andrighi, Humberto Martins, Herman Benjamin, Jorge Mussi, Luís Felipe Salomão e Og Fernandes.

Pela absolvição votaram o relator, Mauro Campbell e Benedito Gonçalves. (O Antagonista)

O conteúdo d'O INFORMANTE é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

mais / Notícias