Fechar
Buscar no Site

STF autoriza Maranhão a comprar vacinas aprovadas por países estrangeiros

Ministro do STF Ricardo Lewandowski (Foto: Divulgação)

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou o estado do Maranhão a comprar vacinas aprovadas pela Anvisa ou que tenham sido registradas e liberadas por uma das quatro autoridades sanitárias citadas em lei federal assinada em fevereiro passado: dos Estados Unidos, da União Europeia, da China ou do Japão.

Na decisão, Lewandowski afirma que o estado poderá “dispensar” à população as vacinas “das quais disponha” caso não seja cumprido o Plano Nacional de Vacinação contra a Covid-19 ou na hipótese de de que o plano “não proveja cobertura imunológica tempestiva e suficiente contra a doença”.

O Maranhão poderá utilizar vacinas autorizadas pelas agências regulatórias de outros países caso a Anvisa, em 72 horas, não expedir a liberação para sua aplicação. O ministro também autorizou a aplicação de vacinas que tenham sido aprovadas em caráter emergencial.

A possibilidade de utilização de medicamentos e insumos contra a Covid-19 aprovados pelas quatro agências regulatórias de outros países está prevista em lei que trata do combate ao novo coronavírus e que foi assinada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

O conteúdo d'O INFORMANTE é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

mais / Notícias