Fechar
Buscar no Site

Secretário explica subidas constantes de Carlos Brandão e Lahesio Bonfim

A exemplo de Brandão, Lahesio Bonfim vem tendo subida constante, segundo o secretário Cappelli

“O que justifica as subidas constantes de Brandão e Lahesio nas pesquisas”, pergunta o secretário de Estado da Comunicação, Ricardo Cappelli, que já nessa quinta-feira, 16, afirmou, por meio de suas redes sociais, conforme postou O INFORMANTE, que a Escutec havia apresentado números sobre as eleições no Maranhão que todos os institutos de pesquisa sérios haviam apurado.
Para Cappeli, o que justifica as subidas constantes do ex-prefeito de São Pedro dos Crentes e do governador Brandão é o posicionamento político claro dos dois. “O povo, aos poucos, vai reconhecendo quem representa o campo Flávio Dino/Lula e o representante do campo oposição/bolsonarismo”, afirmou o secretário, ressaltando que no caso do de Brandão, três questões podem ser acrescentadas. “A necessidade de tratamento médico e afastamento temporário criaram um fato objetivo que ampliou a sua visibilidade. O povo brasileiro é solidário, vide o efeito da facada em 2018. Além disso, a indicação de Felipe Camarão encerrou a disputa pelo PT, consolidando o posicionamento. Camarão, um secretário muito bem avaliado e carismático, entrou em campanha com seus atributos: juventude, energia, competência, educação e futuro. Brandão também conta com os dois principais cabos eleitorais do Maranhão: Lula e Flávio, ambos com mais de 50% das intenções de voto”, postou.
Já Lahesio, segundo Cappelli, tem ao seu lado o terceiro cabo eleitoral mais forte: Bolsonaro, que já alcança 31% das intenções de voto no estado. “Aqui um dado curioso” – ressalta o secretário . “A superestrutura do bolsonarismo está operando por Weverton, mas a base bolsonarista, muito forte e mobilizada, escolheu Lahesio como seu candidato. Grupos orgânicos ligados aos evangélicos e ao agronegócio, por exemplo, principalmente no Sul do estado, estão empurrando a candidatura do ex-prefeito. A base bolsonarista nas redes, também”.
Ricardo Cappelli conclui a postagem afirmando que “essa tendência de crescimento constante dos dois (Brandão e Lahesio) deve permanecer e se aprofundar cada vez mais, acompanhando a polarização nacional”.

O conteúdo d'O INFORMANTE é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

mais / Notícias