Fechar
Buscar no Site

Secretário de Aldeias Altas é preso acusado de fraudar processo licitatório

Foto: Reprodução

Uma operação da Polícia Civil e do Ministério Público do Estado do Maranhão prendeu nesta terça-feira (16), em São Luís, o secretário de Infraestrutura de Aldeias Altas, Antônio José de Sousa Paiva e e Jaime Neres dos Santos, presidente da Comissão Permanente de Licitação de Aldeias Altas, acusados de irregularidades na contratação da empresa M L Barroso Moura – ME para a realização de serviços de limpeza urbana na cidade de Aldeias Altas no ano de 2017, cujo contrato foi aditivado nos anos de 2018 e 2019.

Jaime Neres dos Santos também foi preso por posse ilegal de arma e Antônio José de Sousa Paiva, por subtração de documento público. Estão em aberto os mandados de prisão temporária de Melissa Lima Barroso, Paulo Roberto Feitosa Wanderley, Paulo Valério Mendonça (empresário) e George Luis Damasceno Borralho, que podem ser considerados foragidos, caso não se apresentarem espontaneamente.

Segundo a denúncia,  o procedimento licitatório foi superfaturado, bem como foram identificados indícios de associação criminosa com o objetivo de fraudar a licitação, envolvendo tanto a empresa vencedora do certame como também uma das perdedoras, a Impacto Construção Civil Ltda., cujo responsável legal, Paulo Valério Mendonça, recebeu mais de R$ 1 milhão da empresa M L Barroso Moura – ME.

Além disso, foi constatado que a empresa investigada também fez transferências bancárias para familiares do secretário Municipal de Infraestrutura, Antônio José Sousa Paiva, e do presidente da Comissão Permanente de Licitação, Jaime Neres dos Santos.

Também foram cumpridos mandados de busca e apreensão em Aldeias Altas e Caxias.

O conteúdo d'O INFORMANTE é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

mais / Notícias