Fechar
Buscar no Site

Se pedido do MPE fosse atendido, sistema de transporte entraria em colapso total, garante juiz Douglas Martins

Juiz Douglas de Melo Martins, titular da Vara de Interesses Difusos e Coletivos de São Luís

O juiz Douglas de Melo Martins, titular da Vara de Interesses Difusos e Coletivos da capital maranhense, explicou, nesta quinta-feira, 8, a decisão que tomou em relação ao pedido do Ministério Público estadual, de interdição do Terminal da Praia Grande.

“A interdição parcial, tal como fiz, possibilita que a integração do sistema de transporte coletivo seja mantida”, disse Douglas Martins, afirmando que ” se o pedido do Ministério Público fosse deferido, o sistema entraria em colapso total”.

“Quase meio milhão de pessoas ficariam com a necessidade de dobrar o número de passagens pagas, e isso levaria para a penúria um grande número de pessoas”, acrescentou.

“De outro lado, se todas as pessoas pudessem entrar sem pagar fora dos terminais, quem custearia o sistema? O Município subsidiaria? Os empresários teriam como continuar pagando salários dos seus funcionários? Enfim, o deferimento do pedido levaria o sistema de transporte coletivo ao colapso em poucos dias”, finalizou Douglas de Melo Martins.

O conteúdo d'O INFORMANTE é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

mais / Notícias