Fechar
Buscar no Site

Renata Abreu silencia ao JP sobre anunciada mudança de rumo do Podemos no Maranhão

Foto: Reprodução

A presidente nacional do Podemos, deputada federal Renata Abreu, silenciou, nessa sexta-feira, 4, ao ser procurada pela Reportagem do Jornal Pequeno, em São Luís e Brasília, para se posicionar sobre a anunciada mudança de rumo do partido no Maranhão.

Nessa quinta, 3, em manchete de capa, o JP publicou que o deputado estadual Fábio Macedo e vereadores do Podemos haviam garantido que a sigla estava se afastando do prefeito da capital, Eduardo Braide, e se encaminhando para apoiar a pré-candidatura do vice-governador Carlos Brandão ao governo do estado. Macedo seria escolhido como novo presidente do diretório estadual.

O texto é ilustrado com uma foto que circulou, nas redes sociais e em grupos de WhatsApp, de uma reunião para decidir o rumo do Podemos no estado, com os dirigentes nacionais Thiago Milhim (vice-presidente), Luiz França (secretário geral) e Bruno Ornelas (assessor da presidente Renata Abreu), os vereadores do partido: Domingos Paz, Chaguinhas e Marcial Lima; além de Thyago Freitas (DC), Edson Gaguinho (DEM) e Ribeiro Neto (PMN). Na foto aparece, também, o deputado Fábio Macedo, garantido pelo grupo como novo presidente do Podemos no Maranhão.
“O diálogo, articulado por Fábio Macedo, com a chancela de vereadores do partido, além de parlamentares que já declararam apoio ao vice, garante o apoio do Podemos a Carlos Brandão”.

“Integrantes do Podemos avaliaram que Braide chegou a essa situação por ‘falta de diálogo com os correligionários, e de articulação para fortalecer o partido e sua bancada federal, no intuito de gerar emendas e ações efetivas para o Maranhão’”, publicou o Jornal Pequeno em sua edição de ontem.

Notícias contrárias – Na manhã de ontem, circularam notícias em blogs da capital dando conta de que a presidente nacional do Podemos, deputada federal Kátia Abreu, havia negado a notícia publicada pelo Jornal Pequeno.

“Muitos boatos a respeito do Podemos no Maranhão. Tudo por conta de uma reunião de membros da direção nacional com o prefeito Eduardo Braide, vereadores e o presidente estadual, Márcio Andrade.

Depois do encontro, surgiram notícias de que o prefeito de São Luís teria perdido o controle da legenda no estado”, postou, por exemplo, o blog do jornalista Gilberto Leda, informando que “coube à presidente nacional da sigla, Renata Abreu, desfazer qualquer mal-entendido”. Em seguida, publicou uma declaração atribuída a Abreu: “Na verdade, os coordenadores nacionais do partido estão acompanhando e visitando toda construção política em todos os estados do Brasil. Não há mudança de direção do Podemos no Maranhão. Os coordenadores estiveram com os vereadores, com o Prefeito Eduardo Braide e com o presidente estadual do partido, Márcio Andrade, para fazer a análise de chapa e definir a sugestão de fundo eleitoral que será destinado ao Estado”, teria dito Renata Abreu.

Secretário de Braide confirma declaração – A declaração atribuída a Renata Abreu foi confirmada pelo secretário municipal de Comunicação da Prefeitura de São Luís, Igor Almeida. Procurado pelo Jornal Pequeno, Almeida confirmou que a presidente nacional do Podemos havia desmentido as informações publicadas pelo JP.

Renata Abreu silencia – Às 15h10, o Jornal Pequeno, em São Luís, entrou em contato, por mensagem de Whats App, com a deputada Renata Abreu, pelo celular 011-99123…., para que ela se posicionasse sobre a publicação feita pelo JP. A presidente do Podemos acusou a leitura da mensagem e silenciou. O JP insistiu e, por meio do seu correspondente em Brasília, entrou em contato com o assessor de Renata Abreu (Fernando), que informou que estava de licença e que não poderia colaborar no momento.

Nominatas – Já com a nominata (candidatos a deputado federal pelo partido) encabeçada por Fábio Macedo toda pronta e já em poder da sigla, o Podemos iria decidir ontem a sua nova direção. No entanto, decidiu adiar a decisão para a próxima segunda-feira, quando espera ter registrada a nominata do prefeito Eduardo Braide. Extraoficialmente, soube-se que Braide havia colocado o nome do seu irmão Fernando para disputar a Câmara Federal nas próximas eleições.

O conteúdo d'O INFORMANTE é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

mais / Notícias