Fechar
Buscar no Site

Quando precisava de dinheiro, Joesley ligava para Luciano Coutinho

Sócio da JBS e irmão de Joesley Batista, Wesley Batista. (Foto: Reprodução)

No depoimento complementar à Procuradoria Geral da República (PGR), obtido pelo site O Antagonista, Joesley Batista narrou detalhadamente como obtinha empréstimos bilionários no BNDES. Quando precisava de dinheiro, ele ligava diretamente para Luciano Coutinho.

“Eu contatava o presidente do banco, que delegava o assunto para as áreas específicas. O meu time técnico se reunia com o time técnico do BNDES, com a minha presença na maioria das vezes, e ali se discutia como se daria a formalização das negociações com o banco”.

Ou seja, enquanto simples empresários precisam seguir o script oficial (de baixo para cima), o amigo de Guido Mantega fazia o percurso inverso (de cima para baixo). E acertava tudo antes, para formalizar depois.

O conteúdo d'O INFORMANTE é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

mais / Notícias