Fechar
Buscar no Site

Primeira morte por reinfecção de variante é confirmada no Brasil

Foto: Reprodução

Um estudo do Laboratório de Microbiologia Molecular da Universidade Feevale (RS), publicado em pré-print na plataforma Research Square confirma a primeira morte por reinfecção de variante da Covid-19 no Brasil.

O paciente é um homem de 39 anos, do Rio Grande do Sul, com histórico de doença cardiovascular crônica e diabetes. Ele foi diagnosticado pela primeira vez no final de novembro de 2020 com a variante P.1. O homem não teve sintomas, mas conta ter tido contato com o irmão contaminado e com o pai, que chegou a ficar internado em um quarto compartilhado com outros pacientes com Covid-19.

A segunda infecção foi em 11/3/2021, e o sequenciamento genético mostrou que a responsável pelo quadro foi a variante P2. “No segundo episódio, o paciente apresentou como sintomas dispneia [falta de ar], fadiga e dificuldade respiratória; e saturação menor que 95% como sinal clínico”, diz o estudo. O homem foi transferido para a UTI, intubado, mas não sobreviveu.

Este foi o primeiro caso confirmado de morte após reinfecção, uma vez que amostras do vírus do paciente foram sequenciadas das duas vezes. O outro óbito relatado, de um homem de 44 anos, não foi sequenciado duas vezes.

Os pesquisadores chamam a atenção para o fato que as variantes P1 e P2 têm a mesma mutação E484K, que está relacionada ao escape de anticorpos em pessoas que já foram infectadas anteriormente.

O caso também mostra que a variante P1 estava presente no Rio Grande do Sul em novembro, mesmo antes de ter sido oficialmente identificada no estado. Os cientistas acreditam que este foi um caso isolado, e ainda não foi possível detectar a fonte exata de contaminação.

(Juliana Contaifer)

O conteúdo d'O INFORMANTE é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

mais / Notícias