Fechar
Buscar no Site

Prefeitura estaria submetendo animais a eutanásia sem tentar o tratamento, denuncia deputado

Duarte Jr na visita à Unidade de Vigilância em Zoonoses, na estrada de Ribamar

Ao visitar, nessa segunda-feira, 30, a Unidade de Vigilância em Zoonoses de São Luís, no km 5 da Estrada de Ribamar, o deputado Duarte Jr. disse que recebeu informação de que não haveria uma campanha de vacinação contra a raiva que vá até os bairros, nem serviço de castração de animais ou distribuição de coleiras preventivas. “O mais alarmante”, segundo o parlamentar, foi a informação de que o procedimento adotado pela UVZ, em casos de animais com leishmaniose, seria a eutanásia.

Duarte disse que as informações foram confirmadas pelo diretor da Divisão de Raiva da Prefeitura de São Luís, José Antônio Veloso: “O tratamento depende da vontade do proprietário do animal, do tutor. Se ele quer fazer o tratamento ou não. Se ele quiser, precisa procurar uma clínica particular”, teria dito Veloso.

Questionado se a prefeitura só bancava a eutanásia e não o tratamento, José Antônio teria respondido ao parlamentar que o município não banca tratamento.

Afirmou Duarte Jr. que a iniciativa de visitar a UVZ partiu da necessidade de entender o motivo pelo qual tantas pessoas reclamam da falta de assistência à saúde animal em São Luís. “O que era pra ser apenas uma visita para entender de que forma poderíamos ajudar a UVZ na proteção aos animais, tornou-se uma preocupação a partir do momento que fui informado que a única forma que a prefeitura atua em casos de leishmaniose é enviando o animal para a eutanásia, mesmo com a possibilidade de se oferecer um tratamento para a doença, já reconhecido pelo Ministério da Saúde”, disse o parlamentar.

Explicou Duarte que desde 2016, por meio da nota técnica conjunta 001/2016/ MAPA/MS, assinada pelo Ministério da Agricultura Pesca e Abastecimento e pelo Ministério da Saúde, foi autorizado o registro do produto MILTEFORAN, indicado para o tratamento de leishmaniose visceral canina. “O medicamento vem sendo indicado e usado por médicos veterinários que são contra a eutanásia e têm buscado soluções que visam garantir qualidade de vida e bem-estar aos animais diagnosticados com a doença”, afirmou o deputado.

Duarte Jr disse que vem fazendo uma campanha nas redes sociais contra a eutanásia e que vai oficiar o Ministério Público, cobrando uma solução por parte da prefeitura para o problema.

O OUTRO LADO – O INFORMANTE tentou uma manifestação da Prefeitura de São Luís a respeito do assunto, mas não conseguiu. O espaço está aberto.

 

O conteúdo d'O INFORMANTE é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

mais / Notícias