Fechar
Buscar no Site

PF faz operação em Caxias e Teresina contra fraudes na aquisição de armas de fogo

Foto: Reprodução

A Polícia Federal cumpriu na manhã desta segunda-feira (01) um mandado de prisão preventiva, 11 mandados de busca e apreensão e quatro mandados de afastamento de funções durante a segunda fase da operação ‘Restituere’, que investiga possíveis fraudes em processos administrativos para aquisição de armas de fogo na Superintendência da PF no Piauí.  Os mandados estão sendo cumpridos em Teresina e na cidade de Caxias (MA), por determinação da 1ª Vara Federal Criminal da Seção Judiciária do Piauí. As informações são do Portal Noca.

Na manhã de hoje, as equipes da PF foram aos endereços dos investigados com o objetivo de prender preventivamente a despachante responsável pelas fraudes administrativas constatadas.  Também foram apreendidas armas de fogo adquiridas ilegalmente com base em documentos falsificados. Os afastamentos das funções dizem respeito a um contador, dois instrutores de tiro e uma funcionária terceirizada.

De acordo com a PF, as investigações iniciaram no ano de 2020. A primeira fase ostensiva do inquérito policial foi deflagrada em setembro do ano passado,quando foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão em Teresina/PI.

Os suspeitos poderão responder pelos crimes de falsificação e uso de documentos falsos, corrupção ativa e passiva, além de posse ou porte ilegal de arma de fogo, descrito no Estatuto do Desarmamento (Lei nº 10.826/2003), e associação criminosa. (Com Noca)

 

O conteúdo d'O INFORMANTE é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

mais / Notícias