Fechar
Buscar no Site

Pesquisadora da Fiocruz afirma que comunidade acadêmica aprova veto à Sputnik V

Foto: Reprodução

pneumologista e pesquisadora da Fiocruz Margareth Dalcolmo afirmou que a comunidade acadêmica brasileira endossa a decisão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em negar de forma temporária a autorização para o uso emergencial da Sputnik V no Brasil. A agência brasileira e os representantes do imunizante russo vivem impasse desde a negativa.

Em entrevista à CNN nesta sexta-feira (30), Margareth ressaltou o rereconhecimento internacional da Anvisa. “A comunidade acadêmica aprova integralmente o veto, pelo menos temporário, dado pela Anvisa, até que esse dossiê seja novamente reapresentado, cumprindo as exigências regulatórias que não foram cumpridas na apresentação inicial”, disse.

A especialista destacou que o uso da Sputnik V em outros países não justifica a aprovação imediata da vacina no Brasil. “Cada país tem suas exigências regulatórias que têm que ser cumpridas. A Anvisa trabalha de modo impecável, assim como aprovou as vacinas que já têm autorização de uso emergencial.”

O conteúdo d'O INFORMANTE é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

mais / Notícias