Fechar
Buscar no Site

Parlamentares do PDT e PSB entram com ação no TSE para garantir mandato

Gil Cutrim fala com exclusividade ao jornalista Gil Maranhão, correspondente do Jornal Pequeno em Brasília

 

Gil Maranhão

Sete deputados federais – quatro do PDT e três do PSB – entrara, nessa terça-feira (15), com uma Ação Declaratória por Justa Causa junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília, pedindo a garantia do mandato parlamentar.
A ação foi individual e protocolado no mesmo momento. Os deputados do PDT que ingressaram na Justiça são: Gil Cutrim (MA), Tabata Amaral (SP), Marlon Santos (RS), Flavio Nogueira (PI). Os três do PSB foram: Felipe Rigoni (ES), Rodrigo Coelho (SC) e Jeferson Campos (SP).
Todos eles foram punidos pelos partidos por terem votados a favor da Reforma da Previdência, no primeiro semestre deste ano, na Câmara dos Deputados, indo contra a posição da direção nacional. Ao todo, foram oito deputados do PDT e 11 do PSB.

A direção desses partidos suspendeu os deputados por cerca de 90 dias e os proibiram de os representar nas Comissões temporárias, mistas e especiais, ou mesmo responder pela legenda em qualquer evento.
Tanto os deputados do PDT, como os do PSB estão na iminência de serem expulsos da legenda, e assim perderem o mandato, por infidelidade partidária, como alega a direção nacional.

Os motivos de Gil Cutrim – Em entrevista exclusiva ao Jornal Pequeno, em Brasília, o deputado federal Gil Cutrim explicou os motivos que o levaram também a entrar com uma Ação Declaratória por Justa Causa junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Segundo o parlamentar, a decisão surgiu há duas semanas. “Nós vimos a possibilidade palpável de buscarmos o nosso mandato, em virtude de uma série de incoerências que vêm sendo praticadas dentro do partido”, revelou.

Cutrim afirmou que o que mais o motivou a entrar com a ação na justiça contra o PDT foi a forma diferenciada do partido no trato com os parlamentares. “Eu conheci o partido de uma forma: democrática, liberal, que escuta as pessoas, que é o PDT do Maranhão, onde é liderado pelo senador Weverton Rocha, pessoa que tenho estima e consideração”, declarou.

 

O conteúdo d'O INFORMANTE é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

mais / Notícias