Fechar
Buscar no Site

Operação da PRF recupera 146 veículos roubados no Maranhão

Legenda: Motocicletas apreendidas durante a operação desencadeada pela PRF, em nove municípios (Foto: Divulgação/PRF)

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) realizou, entre os dias 24 e 28 deste mês, a operação intitulada Jamnapari II, que teve como objetivo a recuperação de veículos roubados, furtados e com adulteração nos elementos de identificação. Nove municípios foram alvo da operação, feita em parceria com a Polícia Civil.

Os municípios de Caxias, Governador Luiz Rocha, Gonçalves Dias, Tuntum, São Domingos do Maranhão, Santo Antônio dos Lopes, Presidente Dutra, Colinas e Fortuna foram alvos da ação policial. O resultado foi a apreensão de 146 veículos, sendo 21 adulterados e 125 com ocorrência de roubo e furto.  Na ocasião, um revólver foi apreendido e uma pessoa foi presa pelo crime de embriaguez ao volante.

Vale destacar que, dos 146 veículos recuperados na operação, 125 são motocicletas, representando cerca de 85% das ocorrências. De acordo com a PRF, as motocicletas são mais visadas pelas quadrilhas devido à facilidade na subtração, destinação e comercialização.

Na primeira edição da operação Jamnapari, que ocorreu em dezembro de 2015, foi recuperado um total de 68 veículos. A PRF afirma ter intensificando o combate a esse tipo de crime, resultando na recuperação de 923 veículos em todo estado nos últimos quatro anos.

Com as apreensões, foi possível ser feito a elaboração de um mapa da procedência dos veículos produtos de roubo ou furto que chegam ao Maranhão. Os estados da região Sudeste e Centro-Oeste, como São Paulo, Goiás e Distrito Federal, e, ainda os vizinhos, Pará, Piauí e Tocantins se destacam. O levantamento também identificou os principais municípios maranhenses receptores dos veículos irregulares.

O nome da operação diz respeito a uma raça de cabra. No jargão policial, “cabrito” é um veículo com procedência ruim, podendo ser roubado, furtado ou adulterado. (Aidê Rocha – Jornal Pequeno, especial para O INFORMANTE)

 

 

O conteúdo d'O INFORMANTE é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

mais / Notícias