Fechar
Buscar no Site

MP pede bloqueio de bens de Bolsonaro por atos em Brasília

O ex-presidente Jair Bolsonaro é um dos alvos do pedido do MPTCU | Fotos: Marcos Corrêa/PR

O órgão quer responsabilizar o ex-presidente pelas manifestações

O Ministério Público, junto ao Tribunal de Contas da União (MPTCU), pediu o bloqueio de bens do ex-presidente Jair Bolsonaro, do governador afastado do Distrito Federal (DF), Ibaneis Rocha, e do ex-secretário de Segurança Pública do DF, Anderson Torres. A informação foi divulgada pela CNN.

O pedido — assinado pelo sub-procurador-geral do MPTCU, Lucas Rocha Furtado — feito ao ministro do TCU, Bruno Dantas, é justificado pelos atos de vandalismo registrados no domingo, 8, em Brasília.

“Em razão de processo de Tomada de Contas e do vandalismo ocorrido no Distrito Federal no dia 8 de janeiro de 2023, que provocou inúmeros prejuízos ao Erário federal, solicito que seja decretada a indisponibilidade de bens”, escreve no pedido.

Além de Bolsonaro, Ibaneis e Torres, o sub-procurador solicita o bloqueio de bens “de outros responsáveis, sobretudo de financiadores de mencionados atos ilegais”.

O presidente está de férias nos Estado Unidos. Durante a viagem, precisou ficar internado, em virtude de uma obstrução no intestino. O ex-presidente publicou uma foto no hospital. “Após facada sofrida em Juiz de Fora/MG, fui submetido a cinco cirurgias”, lembrou. “Desde a última, por duas vezes, tive aderências que me levaram a outros procedimentos médicos. Ontem, nova aderência e baixa hospitalar em Orlando. Grato pelas orações e mensagens de pronto restabelecimento”, escreveu Bolsonaro. (Com Revista Oeste).

O conteúdo d'O INFORMANTE é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

mais / Notícias