Fechar
Buscar no Site

Maranhenses que morreram em desabamento no Rio serão sepultados em Pinheiro

Pai, mãe e filho do Maranhão morreram no desabamento dos dois prédios no Rio

Parte de uma família (pais e um filho) maranhense que morreu após o desabamento de dois prédios na comunidade da Muzema (Zona Oeste carioca), na manhã de sexta (12), será sepultada na cidade de Pinheiro (a 343 km de São Luís, na Baixada Maranhense), de onde a família é natural.

Ainda não há uma previsão para o dia do velório e enterro, já que familiares ainda tentam trazer os corpos para o Maranhão.

O menino, Hilton Guilherme Sodré Souza, de 12 anos, morreu na manhã deste sábado (13). Ele foi retirado dos escombros com fratura em uma das pernas e ferimentos no rosto. Segundo os bombeiros, ele estava consciente e foi levado para o Hospital Miguel Couto, na Gávea, mas não resistiu e morreu.

Os pais do garoto, Maria Nazaré Sodré e Hiltonberto Rodrigues Souza, foram retirados já sem vida dos escombros. Os corpos deles só foram reconhecidos por parentes na manhã deste sábado. A caçula da família, Isabele, escapou ilesa porque foi retirada do prédio pelo pai instantes antes de o prédio vir abaixo.

O pai, a mãe e o menino que morreram se estabeleceram no Rio de Janeiro há cerca de 15 anos, quando Hiltonberto viajou para trabalhar na cidade como lanterneiro. Ao longo dos anos, ele levou a esposa e o filho Hilton para junto dele. Apenas a menina Isabele é nascida no Rio.

A busca pelos desaparecidos no desabamento dos dois prédios continua neste domingo (14). Nove mortos já foram confirmados. Há ao menos 15 desaparecidos.

O conteúdo d'O INFORMANTE é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

mais / Notícias