Fechar
Buscar no Site

Maranhão oferece oportunidade de intercâmbio em Portugal para professores da rede pública

Foto: Reprodução

Em iniciativa inédita, o Governo do Estado, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (FAPEMA), lançou, na última semana, o edital “Professor Cidadão do Mundo”.

O edital é voltado para professores da educação básica, educação profissional e tecnológica com vínculo empregatício efetivo com instituição de ensino pública do Maranhão.

Os professores contemplados na chamada pública vão participar de intercâmbio acadêmico e científico em Porto e Coimbra, Portugal. Durante intercâmbio, eles participarão de curso de formação em Metodologias Ativas e Tecnologias Educacionais Digitais e Robótica. Os interessados têm até o dia 6 de maio para se inscrever. O edital com todas as informações está disponível no site da fundação – www.fapema.br.

O diretor-presidente da FAPEMA, André Santos, conta que serão investidos mais de R$ 1,2 milhão na chamada pública. “Seguindo orientação do governador Carlos Brandão, lançamos o edital, que tem como objetivo estimular a mobilidade docente, as capacitações de professores da educação básica e educação profissional tecnológica do Maranhão. Durante o intercâmbio, eles farão uma imersão, se capacitando nas áreas propostas no edital, e quando voltarem, serão multiplicadores desse conhecimento”, disse André Santos.

Ele destacou, ainda, que o edital integra o Programa Cidadão do Mundo, programa de sucesso implantado desde 2016 pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), e da FAPEMA, com o objetivo de oferecer intercâmbio internacional, com foco em idiomas estrangeiros aos jovens maranhenses egressos do ensino médio da rede pública de ensino.

“Agora vamos levar professores. Serão selecionados até 45 candidatos, sendo 25 para qualificação na área de Metodologia Ativas Educacionais Digitais, na Universidade de Coimbra, e até 20 para Robótica, no Instituto Politécnico do Porto”, disse o presidente da FAPEMA.

As propostas devem ser submetidas online, mediante preenchimento e envio do formulário eletrônico na plataforma PATRONAGE, disponível em https://patronage.fapema.br.

A exemplo de outros editais, para as mulheres pesquisadoras que foram beneficiadas com o auxílio Licença Maternidade a partir de 1º de janeiro de 2019, será considerado 1 ano a mais na avaliação curricular, a contar de janeiro de 2018. O período de licença maternidade deverá constar no Currículo Lattes.

O conteúdo d'O INFORMANTE é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

mais / Notícias