Fechar
Buscar no Site

Mais revelações de Leo Pinheiro, da OAS, comprometem Lula

O site O Antagonista publicou, há pouco, novos trechos do depoimento do empresário Léo Pinheiro, da construtora OAS, que comprometem o ex-presidente Lula. Ele falou, dentre outra coisas, de outra reunião com Lula em seu Instituto para tratar da reforma do sítio de Atibaia. “Lula me explicou que queriam fazer uma mudança na casa-sede.”…

Léo Pinheiro revelou, também, que, em 2013, passou a tratar diretamente com Lula sobre o triplex. Ele narra a visita que fez com Lula e Marisa e como decidiram juntos as modificações que seriam feitas no imóvel.

“Foi uma visita de aproximadamente duas horas. O presidente quis conhecer o primeiro andar, a esposa fez um comentário: ‘vai ser necessário mais um quarto aqui no primeiro andar’. Tinha uma questão da cozinha, que deveria ser feita algumas modificações para melhor aproveitamento do espaço. E lembro que tinha uma escada helicoidal e ficou definido que, além de uma nova escada, colocaríamos um elevador.”

E ainda:

“Na cobertura, eles ficaram preocupados com a questão da privacidade. Foi deslocada a posição da piscina, foi feito um novo deck e modificado os acessos por causa dos netos. Foi pedida uma churrasqueira, uma sauna, uma série de modificações. era um proeto personalizado. O triplex ficou diferente de todos.”

Sobre o pagamento pelo triplex, Léo Pinheiro disse que sempre ouviu de Paulo Okamotto que cuidariam disso “depois”. Léo Pinheiro e Lula nunca trataram do assunto.

Mais adiante, fala Léo Pinheiro, no depoimento ao juiz Sérgio Moro:

“Com todo o respeito à figura do ex-presidente, o apartamento (o triplex do Guarujá) era um apartamento personalizado, não um apartamento decorado. Ele foi feito para uma família morar. Se o presidente não quisesse, nós íamos ter um belo problema do que fazer com o apartamento, porque ele era muito personalizado, (tinha) um valor excessivamente maior (em razão) das reformas que foram feitas, das decorações que foram feitas. Isso é público e notório e estão nos autos. Está muito claro isso”.

Léo Pinheiro disse a Sérgio Moro que a soma dos imóveis que havia negociado com Lula e João Vaccari Neto chegava a R$ 15 milhões, incluído “o triplex, o sítio e outros empreendimentos”.

O conteúdo d'O INFORMANTE é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

mais / Notícias