Fechar
Buscar no Site

Maia descarta “surpresa” e avisa que destaques ao texto-base da Previdência serão rejeitados

Rodrigo Maia: sem surpresas

Gil Maranhão

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), em entrevista à imprensa, descartou qualquer “surpresa” na votação desta quarta-feira (7) dos destaques apresentados pelos partidos ao texto-base da reforma da Previdência – que foi aprovado em segundo turno no início da madrugada.

Ele acredita que todos os oito destaques (sete da oposição) apresentados à proposta serão rejeitados pelo Plenário. Os destaques podem alterar pontos da reforma.

Um dos destaques citados por Maia é o que retira da proposta da Previdência trecho, já aprovado em primeiro turno, que determina que o beneficiário receba, no caso da morte de seu parceiro ou parceira, 60% do benefício do titular, mais 10% por dependente.  Deputados da oposição ressaltam que a medida permite o pagamento de benefícios inferior a um salário mínimo.

Com vistas a evitar a retirada do trecho da reforma, o secretário especial da Previdência, Rogério Marinho, assinou portaria que deixa claro que nenhum pensionista terá renda inferior ao salário mínimo.

“No ponto mais polêmico, o secretário Rogério Marinho já construiu maioria ao assinar a portaria que garante que nenhum brasileiro vai receber menos de um salário mínimo”, disse Maia.

O conteúdo d'O INFORMANTE é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

mais / Notícias