Fechar
Buscar no Site

Lula queria Flávio Dino para interventor no Distrito Federal

Flávio Dino era a primeira opção de Lula, mas indicou Cappelli com receio de seu mandato ser questionado

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva queria o ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, para ser o interventor no Distrito Federal (DF)

“A primeira opção de Lula para assumir a intervenção federal na segurança pública do Distrito Federal era o próprio ministro da Justiça, Flávio Dino”, informou, na noite desta quinta-feira, 19, o site Metrópole.

“Assim que bateu o martelo sobre a medida, Lula pediu ao ministro que chefiasse a intervenção. Dino aceitou, mas ligou para Lula minutos depois. Argumentou que o fato de ter sido eleito senador era um impeditivo para assumir o posto de interventor, pois, desta forma, seu mandato poderia ser contestado judicialmente”, publicou o Metrólope.

Segundo ainda o site, ao ser indagado pelo presidente Lula sobre quem Flávio Dino indicaria, então, para assumir o comando da intervenção, o ministro da Justiça “viu, da janela de seu gabinete, Ricardo Cappelli, secretário-executivo do ministério, conversando com um grupo de policiais militares na porta do edifício. Àquela altura, Cappelli cobrava empenho dos PMs para conter e prender os invasores”.

Flávio Dino, então, sugriu o nome de Ricardo Cappelli para interventor. O ministro Alexandre Padilha avalizou e Lula aceitou.

O conteúdo d'O INFORMANTE é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

mais / Notícias