Fechar
Buscar no Site

José Reinaldo participa como palestrante do PAINEL 2022, em Brasília

Foto: Reprodução

 

O secretário de Desenvolvimento Econômico e Programas Estratégicos, José Reinaldo Tavares, participa, como palestrante, do PAINEL 2022: Pacto pela Infraestrutura Nacional e Eficiência Logística, a ser realizado nos dias 22 e 23 de novembro na sede da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

José Reinaldo fará parte do painel “Infraestrutura para uma Logística de Classe Mundial, no dia 23, a partir das 14h30, que terá como mediador Julian Thomas, ex-presidente do Grupo Maersk. O titular da Sedepe falará sobre “A Presença do Maranhão na Logística Internacional da Rota da Seda Marítima da China”.

O PAINEL 2022 será um seminário de compartilhamento técnico, que visa apresentar condições que retratam o estado da arte da infraestrutura nacional de transporte, logística e energia, com o propósito de influenciar tecnologias, iniciativas e políticas públicas com eles relacionadas.

A organização é do Instituto Besc de Humanidades e Economia, que promove relevantes oportunidades para que representantes da iniciativa privada, pública, acadêmica e de pesquisa, por meio de entidades, empresários, executivos, administradores, autoridades dos três poderes e níveis da Federação, além de pesquisadores e estudantes, possam se encontrar para debaterem  aspectos sobre temas que retratem a realidade econômica, social e cultural, no Brasil e no exterior.

O Instituto Besc acredita desempenhar um importante papel, quando se propõe reunir esses atores para debater soluções e apontar caminhos na solução dos diversos problemas que assolam a sociedade brasileira, para que sejam resolvidos ou atenuados, principalmente no contexto desta nova perspectiva que se inicia com o novo Governo Federal.

O instituto pretende discutir os aspectos relacionados às melhorias necessárias de infraestrutura “para que possamos nos assegurar da priorização de ações que determinarão um caminho para a diminuição das desigualdades internas, integrando de forma concreta e definitiva todas as regiões que compõe nosso País, usando para isso a melhor ferramenta disponível – Logística”.

“Acreditamos que esta equação poderá alavancar um contexto onde a melhoria contínua do nível de serviço e atendimento da demanda irá alavancar o atual patamar de produtividade e consequentemente, dos custos oferecidos, tornando a Logística nacional um fator fundamental para tornar o produto brasileiro melhor distribuído em nosso mercado interno, aumentando seu alcance e penetração  e muito mais  competitivo à nível global, garantindo velocidade, qualidade e eficiência frente em escala internacional”, dizem os organizadores.

 

O conteúdo d'O INFORMANTE é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

mais / Notícias