Fechar
Buscar no Site

“Incompetência na gestão faz Braide judicializar problemas de SL”, diz deputado

Foto: Reprodução

O deputado estadual Duarte Júnior (PSB) usou a tribuna da Assembleia Legislativa para debater a situação do Socorrão II, de responsabilidade da Prefeitura de São Luís. O parlamentar mostrou os problemas expostos em rede nacional, em reportagem no Jornal Hoje, da TV Globo.

Duarte disse que os problemas históricos no Socorrão II aumentaram. Segundo ele, “além da superlotação, da estrutura precária, fila para cirurgias, os pacientes agora precisam conviver com lixo, insetos e esgoto”.

“Nós fomos surpreendidos, mais uma vez, com um assunto local tendo uma repercussão nacional, que é a atual qualidade no atendimento no Hospital Municipal Socorrão II. Nós percebemos ali que o que foi denunciado no Jornal Hoje, para todo o Brasil e o mundo, ocorre por falta de limpeza por falta de higiene”, disse o parlamentar.

Além de chamar atenção para a situação precária do hospital, considerada por Duarte como falta de competência da gestão, o parlamentar falou sobre a questão da Educação e a judicialização dos problemas de São Luís.

Na educação, segundo ele, há um indicativo de greve dos professores da rede municipal de ensino, que pode se concretizar a partir da próxima segunda-feira, 18. “Rapidamente, a Prefeitura de São Luís foi à Justiça para considerar ilegal a paralisação dos docentes”, afirmou Duarte.

“Os problemas estão estourando em vários setores: na saúde, como aqui acabo de destacar; na educação, com o anúncio de mais uma greve na cidade de São Luís. E, como professor, vejo isso com muita tristeza, porque, em vez de o prefeito tentar resolver o problema, ele paga caro com recursos dos cofres municipais dos nossos impostos, anúncios de mais de um minuto, na televisão, para atacar os professores. Professores que estão buscando melhores condições de trabalho, professores que estão buscando que esses alunos tenham acesso ao que é seu por direito. O prefeito de São Luís prometeu entregar tablets, entregar chips para os alunos; não entregou. Na verdade, longe disso, 39% da rede pública municipal não tem sequer água encanada. Das escolas vistoriadas, das 120 escolas vistoriadas, 60% delas não têm condições de aula”, ressaltou o deputado.

Sobre a judicialização, Duarte lembrou a questão dos rodoviários, que passaram mais de 45 dias em greve “e ainda tiveram que enfrentar a prisão de sindicalistas da categoria ocorrida a pedido da prefeitura”.

Finalizando seu discurso, Duarte Júnior lembrou que Eduardo Braide “fez promessas que não eram factíveis e enganou a população”. O deputado relembrou os compromissos que ele assumiu quando candidato a prefeito da capital e que precisariam, segundo ele, ser colocados em prática.

“Por isso viemos a essa tribuna apresentar a nossa indignação e pedir que o prefeito de São Luís tenha sensibilidade, capacidade administrativa, capacidade para dialogar, para resolver os problemas e não buscar o Poder Judiciário para atacar os trabalhadores, para atacar os professores, para atacar os rodoviários, para atacar os agentes de limpeza, para atacar os trabalhadores que precisam ter os seus direitos garantidos pra fazer com que a nossa cidade possa avançar e se desenvolver muito mais”, concluiu.

O conteúdo d'O INFORMANTE é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

mais / Notícias