Fechar
Buscar no Site

Homem que esfaqueou Bolsonaro irá para um presídio federal

Adélio Bispo foi preso em flagrante e indiciado com base na Lei de Segurança Nacional

Adélio Bispo de Oliveira, de 40 anos, preso por esfaquear o candidato à Presidência da República pelo PSL, Jair Bolsonaro, na tarde de ontem (6), em Juiz de Fora (MG), será transferido para um presídio federal, provavelmente o de Campo Grande (MS).

A decisão foi tomada pela Justiça Federal durante a audiência de custódia na tarde desta sexta-feira (7).  

A audiência foi acompanhada pelo Ministério Público Federal (MPF).

A informação foi confirmada pela secretaria da Vara de Plantão da Justiça Federal em Juiz de Fora.

Até a  transferência, Adélio voltará para o Centro de Remanejamento do Sistema Prisional (Ceresp) de Juiz de Fora.

Adélio Bispo foi indiciado pela Polícia Federal pelo crime de “atentado pessoal por inconformismo político”, com base no artigo 20 da Lei de Segurança Nacional.

Por essa acusação, ele pode ser condenado a uma pena de 3 a 10 anos de prisão. A legislação prevê ainda que, se a agressão resultar em lesão corporal grave, a pena pode ser até mesmo dobrada.

A PF pode indiciá-lo no início da investigação porque ele foi preso em flagrante.

Jair Bolsonaro foi transferido para o Hospital Albert Einstein, em São Paulo, na manhã desta sexta. Ele estava internado na Santa Casa de Juiz de Fora (MG), onde passou por uma cirurgia. O candidato terá de usar uma bolsa de colostomia (por onde sairão as fezes e gases) por ao menos três meses. (Com G1)

 

O conteúdo d'O INFORMANTE é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

mais / Notícias