Fechar
Buscar no Site

Flávio Dino enviou “solicitação de bloqueio” a Ibaneis e disse que ministério estava monitorando movimentações com intenções hostis


“Reforço que o Ministério da Justiça e as forças federais estão monitorando o referido movimento e encontram-se à disposição para emprego imediato, em caso de necessidade, a fim de resguardar o patrimônio da União”.

O trecho é do ofício 48/2023-GM, do ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, encaminhado ao governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (agora afastado), com “solicitação de bloqueio”, na véspera das invasões ao Palácio do Planalto, Congresso Nacional é Supremo Tribunal Federal (STF).
“No ofício, Dino informa que “foi constatada, nos últimos dias, intensa movimentação de pessoas, que, inconformadas com o resultado das eleições 2022, estão organizando caravanas de ônibus para se deslocarem até Brasília/DF”.
Afirma ainda o ministro que o movimento “teria a intenção de promover ações hostis e danos contra os prédios dos ministérios, do Congresso Nacional, do Palácio do Planalto, do Supremo Tribunal Federal e, possivelmente, de outros órgãos, como o Superior Tribunal Eleitoral”.
“Nesse contexto” – acrescenta Dino, no ofício -, “considerando a necessidade de preservar a ordem pública, a incolumidade das pessoas e do patrimônio público, sugerimos a Vossa Excelência a atuação da Secretaria da Segurança Pública do Distrito Federal no sentido de bloquear a circulação de ônibus de turismo no perímetro compreendido entre a torre de TV e a Praça dos Três Poderes, nos dias 8 e 9 de janeiro de 2023”.
Por fim, Dino reforça que o Ministério da Justiça e as forças federais estão monitorando “o referido movimento”, e que “se encontram à disposição para emprego imediato em caso de necessidade, a fim de resguardar o patrimônio da União”.

O conteúdo d'O INFORMANTE é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

mais / Notícias