Fechar
Buscar no Site

Flávio Dino discute crise ambiental com Consulado dos EUA

Flávio Dino conversou sobre meio ambiente com representantes do Consulado Geral dos Estados Unidos no Recife, liderados pela cônsul-geral, Jessica Simon (Foto: Gilson Teixeira)

 

A crise ambiental mundial foi o tema central de um encontro, na noite dessa quarta-feira, 6, no Palácio dos Leões, entre o governador Flávio Dino e representantes do Consulado Geral dos Estados Unidos no Recife, liderados pela cônsul-geral, Jessica Simon.

A representante do país norte-americano para a região Nordeste do Brasil conversou com governador sobre vários assuntos que envolvem a relação diplomática entre os Estados Unidos e o Maranhão.  “É um grande prazer estar aqui em São Luís do Maranhão. Minha primeira visita. Tivemos uma agenda muito cheia. Tivemos uma conversa muito rica, muitos assuntos de interesse comum”, disse a cônsul Jessica Simon.

COP26 – Mas o tema em destaque foi a questão ambiental. Os impactos da mudança climática acenderam o alerta global sobre os perigos da degradação ambiental para populações de todo o mundo.

“Muito importante a presença dessa delegação diplomática no nosso estado, com representantes do Consulado Geral para o Nordeste, a senhora cônsul é designada para essa tarefa, assim como também integrantes da embaixada. A pauta principal girou a cerca da temática ambiental, uma vez que temos um grande desafio concernente à manutenção e reforço do papel da Amazônia como provedora de serviços ambientais e ecossistêmicos, visando à segurança climática do mundo”, frisou o governador.

Exemplo da urgência do assunto é a realização da Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática de 2021, também conhecida como COP26. Entre os dias 1º e 12 de novembro de 2021, representantes de 196 países se reunião em Glasgow, na Escócia, para tentar alinhar ações conjuntas para frear as mudanças climáticas e seus efeitos.

Tanto a cônsul estadunidense, quanto o governador Flávio Dino destacaram a importância da COP26 para países e territórios de todo o mundo.

“Conversamos sobre o meio ambiente, sobre a reunião internacional da COP-26. O tema do meio ambiente é de muita importância tanto para os Estados Unidos como para o Brasil”, destacou Jessica Simon.

Amazônia na COP26 – Flávio Dino é ao atual presidente Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável da Amazônia Legal, ou simplesmente Consórcio Amazônia Legal, bloco de cooperação formado pelos estados nove estados amazônicos: Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Maranhão, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins.

O governador maranhense defende a cooperação internacional para enfrentar o problema, que tem como um das características, a desequilibrada exploração do do bioma amazônico.

“Há evidentemente um grande interesse internacional quanto a isso. Temos agora a COP-26, a conferência das partes que integram a convenção, o quadro das Nações Unidas sobre Mudança Climáticas, o Brasil integrará, a Amazônia brasileira estará presente em evento internacional”, reforçou Dino.

Meio Ambiente para as atuais e futuras gerações – Dino, entretanto, sublinhou que, para além da diplomacia entre os países, é necessário que haja “esforço sincero e real, de todas as nações do mundo”. O governador também ressaltou a urgência de ações internacionais efetivas, em prol o equilíbrio da vida na Terra para as “atuais e futuras gerações”.

“Para além dos acordos diplomáticos, deve haver esforço sincero, real, de todas as nações do mundo, claro que envolvendo o Brasil. Mas para que haja resultados visando a melhoria social, investimentos em economia verde, no mundo inteiro. Destacando sobretudo a Amazônia e o nosso país. Sabemos da imprescindibilidade desses esforços de transição para a economia verde, de contenção do desmatamento ilegal, para que nós tenhamos um meio ambiente amigável, nas atuais e futuras gerações”, concluiu Dino.

O conteúdo d'O INFORMANTE é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

mais / Notícias