Fechar
Buscar no Site

Ex-deputado Celso Coutinho morre na UDI depois de sofrer enfarte

Em dezembro do ano passado, Celso Coutinho foi condecorado pela Assembleia Legislativa do Maranhão

Faleceu, na manhã deste sábado, 2, no Hospital UDI, o ex-deputado Celso Coutinho, 89 anos.

Ele estava internado desde sábado passado, quando sofreu um enfarte em sua residência, no Renascença II, e foi levado às pressas para a UDI. O quadro piorou com problemas renais, evoluindo para infecção generalizada, e nesta manhã ele veio a óbito.

Informações obtidas por O INFORMANTE dão conta de que, devido à pandemia do coronavírus, não haverá velório.

Ex-deputado e ex-presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão (Alema), Celso Coutinho fora homenageado, no início do dezembro de 2019, pelo Parlamento Estadual com a Medalha do Mérito Legislativo Manuel Beckman. A honraria fora proposta pelo presidente Othelino Neto e pelo deputado Edivaldo Holanda.

Othelino destacou, na ocasião, que Celso Coutinho, além de ter sido deputado e ex-presidente do Parlamento Estadual, fora prefeito de Guimarães e tinha uma longa trajetória de serviços prestados ao estado.

Presente na solenidade, o ex-deputado e ex-presidente da Alema Manoel Ribeiro destacou o trabalho de Celso Coutinho pelo estado e sua trajetória como político.

PERFIL – Tabelião do cartório do 2º Ofício de Notas de São Luís, Celso Coutinho nasceu na cidade de Guimarães, no Litoral Norte do estado, em 8 de dezembro de 1930. É advogado, formado pela extinta Faculdade de Direito do Maranhão. Começou sua carreira através de movimentos estudantis, chegando a presidir a União Maranhense de Estudantes (UME).

Foi presidente da Assembleia Legislativa em 1984, quando o Maranhão atravessou grande turbulência política, por ocasião da escolha dos deputados que atuariam como delegados nas eleições indiretas, que elegeu Tancredo Neves para a Presidência da República, no Congresso Nacional.

Coutinho elegeu-se pela primeira vez prefeito de sua cidade em 1969. Liderou um movimento para a construção do Hospital Municipal que ficou conhecido como “Passeata das Pedras”, no qual os moradores doaram as pedras para a edificação daquela casa de saúde.

Durante sua carreira política, foi eleito quatro vezes deputado estadual e duas vezes prefeito do município de Guimarães.

O conteúdo d'O INFORMANTE é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

mais / Notícias