Fechar
Buscar no Site

“Eu sou um comunista do século XXI, e não do século XIX”, diz Flávio Dino

Com o título “Construtor de Pontes”, o jornalista Ancelmo Gois, de O Globo, afirma que quem conhece Flávio Dino de perto não estranhou seu encontro com Luciano Huck nem o fato de o governador maranhense andar ‘proseando’ com Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados.
Eis a íntegra do que escreveu Góis:

Construtor de pontes

Quem conhece de perto Flávio Dino, 51 anos, o governador do Maranhão pelo PCdoB, não estranhou seu encontro com Luciano Huck, disposto a quebrar “a bolha da esquerda”, nem mesmo o fato de ele quase toda semana prosear com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, do DEM.
Dino tem diálogo, prova de que o sertão pode virar mar, até com José Sarney (com quem já conversou no ano passado), seu adversário perpétuo no Maranhão.

Aliás…
Certa feita, diante de um interlocutor que achou meio esquisito um político religioso como ele (que governa com 16 partidos de todas as tendências) pertencer a uma legenda que carrega a palavra “comunista” no nome, o governador pontuou: “Eu sou um comunista do século XXI, e não do século XIX”.
É. Pode ser.

Flávio Dino, governador do Maranhão

O conteúdo d'O INFORMANTE é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

mais / Notícias