Fechar
Buscar no Site

‘Esplanada’, reproduzida pelo JP, já anunciava intenção de Bolsonaro em demitir Valeixo desde o fim de 2019

Bolsonaro com Moro: tentativa de contornar crise.

 

Editada pelo jornalista Leandro Mazzini, a Coluna Esplanada, publicada simultaneamente pelo Jornal Pequeno, no Maranhão, além de em outros veículos de comunicação do país, já anunciava, em 2 de dezembro do ano passado, que, caso o ministro da Justiça, Sérgio Moro, não conseguisse manter Maurício Valeixo no comando da Diretoria Geral da Polícia Federal, a mudança deveria acontecer no início de 2020.

Segundo a ‘Esplanada’, “apesar de ter se calado nos últimos meses sobre a sua intenção – para preservar o ministro da Justiça e Segurança, Sérgio Moro, seu principal trunfo – o presidente Jair Bolsonaro dá como certa, no Palácio, a troca do diretor-geral da Polícia Federal. Caso seu padrinho, ministro Moro, não consiga segurá-lo mais no cargo, a saída do DG Delegado Maurício Valeixo deve ser concretizada ainda no primeiro bimestre de 2020. O mais cotado é o secretário de Segurança Pública do Distrito Federal, o delegado Anderson Torres – ex-chefe de gabinete do ex-deputado federal Fernando Francischini, um delegado aposentado e bolsonarista próximo do presidente”.

Conforme ainda Leandro Mazzini, o delegado Torres aproximou-se também dos filhos do presidente Bolsonaro e tem boa interlocução com o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Jorge Oliveira. Valeixo se segura como pode no cargo, controlando também um cenário corporativo delicado, de seu grupo que demanda ascensão na PF, mas é bloqueado pelo Palácio”.

PARA ACESSAR O INFORMANTE: www.jornalpequeno.com.br/oinformante

O conteúdo d'O INFORMANTE é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

mais / Notícias