Fechar
Buscar no Site

Em defesa dos profissionais da enfermagem, Jerry pede respeito à lei do piso salarial

Foto: Reprodução

“Hospitais privados e planos de saúde foram ao STF contra o piso nacional da enfermagem. Infelizmente o ministro Barroso acatou, gerando assim justa indignação dos profissionais, com os quais mais uma vez me solidarizo e empunho a bandeira pelo respeito à lei do piso. Todos os profissionais da enfermagem em luta para garantir um direito há muitos aguardado e finalmente conquistado”, declarou o parlamentar, nas redes sociais.

Jerry foi um dos principais apoiadores da aprovação do projeto que instituiu, após dois anos de espera, o piso salarial de técnicos e auxiliares de enfermagem e parteiras, durante a mobilização e luta destes profissionais da saúde, em maio deste ano. A norma fixou o salário mínimo de R$ 4.750 para os enfermeiros. Técnicos em enfermagem deveriam receber 70% desse valor, e auxiliares de enfermagem e parteiros, 50%.

A decisão divulgada neste domingo baseia-se em ação apresentada pela Confederação Nacional de Saúde, Hospitais e Estabelecimentos e Serviços. Nela, o ministro do STF afirmou que a entidade apresentou “alegações plausíveis” de possíveis “demissões em massa” com a nova lei.

O conteúdo d'O INFORMANTE é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

mais / Notícias