Fechar
Buscar no Site

“É importante que a Câmara aprove hoje MP que permite renegociação do Fies aos estudantes de baixa renda”, defende Simplício

Foto: Reprodução

O pré-candidato ao governo do Maranhão, Simplício Araújo (Solidariedade), defendeu a votação da Medida Provisória (MP) 1090/2021, que permite a renegociação de débitos junto ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) relativos a contratos formulados até o segundo semestre de 2017, momento a partir do qual o programa foi reformulado. A medida está na pauta do Plenário da Câmara desta terça-feira (17).

De acordo com Simplício, a inadimplência dos beneficiários do Fies aumentou, principalmente em razão das dificuldades financeiras da pandemia. “Muitos tiveram que suspender os pagamentos das mensalidades”, ressaltou.
A taxa de inadimplência desses contratos em atraso de mais de 90 dias gira em torno de 48,8%, somando R$ 7,3 bilhões em prestações não pagas pelos financiados.

A MP foi regulamentada parcialmente por resolução do Comitê Gestor do Fies (CG-Fies), que fixou o período de 7 de março a 31 de agosto de 2022 para o interessado procurar o banco a fim de negociar a dívida.

A MP vai na direção de ajudar esses estudantes, segundo Simplício. “Portanto, é extremamente necessário que os parlamentares aprovem a Medida em benefício desses estudantes”, frisou o pré-candidato.

Simplício lembrou, ainda, que a renegociação prevê desconto de até 92% no saldo devedor e parcelamento das dívidas em até 150 meses. De acordo com o Ministério da Educação, mais de 127 mil beneficiários com contratos inadimplentes do Fies já acessaram a renegociação.

O conteúdo d'O INFORMANTE é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

mais / Notícias