Fechar
Buscar no Site

É falso que eleitor maranhense não esteja quite com a Justiça Eleitoral

Foto: Reprodução

Circulou na internet na última semana um vídeo gravado por um eleitor maranhense que afirma não estar quite com a Justiça Eleitoral, apesar de alegar ter todos os comprovantes de votação. A informação é falsa.

Não é verdade que a certidão da Justiça Eleitoral mostrada no vídeo checado seja uma prova de que o autor da gravação, o maranhense Samuel Diogo Dias Milen, teve o título cancelado e não poderá votar neste ano. O documento indica apenas uma pendência pela não justificativa de ausência ao segundo turno das eleições de 2016 em São Luís

Na gravação, o autor ainda erra ao afirmar que a eleição para a prefeitura de São Luís em 2016 teve apenas um turno. A segunda rodada do pleito foi disputada por Edivaldo Holanda Júnior e Eduardo Braide. Júnior foi eleito com 53,94% dos votos válidos.

O Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA) esclarece que o eleitor não votou no segundo turno das Eleições de 2016, conforme dados extraídos do sistema da Justiça Eleitoral.

O TRE-MA ressalta também que a falta de quitação gera a necessidade de pagamento de multa, mas não impede, por si só, o exercício do voto, o que só ocorre no caso de ausência às urnas em três turnos consecutivos.

Além disso, o Tribunal Regional informa que, na mesma data em que fez a pesquisa sobre a situação do respectivo título (13/04/2022), o eleitor emitiu a multa devida no valor de R$ 3,51, que já foi processada e baixada no sistema, voltando a estar quite com a Justiça Eleitoral.

O conteúdo d'O INFORMANTE é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

mais / Notícias