Fechar
Buscar no Site

Duarte Jr nomeará para seu gabinete advogada que é referência na luta por direitos de deficientes

Duarte Júnior anunciou que nomeará para o seu gabinete a advogada Isabelle Passinho, uma referência na luta pelos direitos da pessoa com deficiência

Durante o Fórum Maranhense das Entidades de Pessoas com Deficiência e Patologias, que aconteceu na Escola de Cegos, o deputado estadual eleito, Duarte Jr, mostrou, mais uma vez, que será um grande defensor para assegurar dignidade e inclusão às pessoas com algum tipo de deficiência.

Na reunião, o jovem deputado declarou que nomeará, em seu gabinete na Assembleia Legislativa, a advogada Isabelle Passinho, especialista em Direito do Consumidor, especializada na legislação dos direitos da pessoa com deficiência, vice-presidente do Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência, vice-presidente da Comissão da Pessoa com Deficiência da OAB-MA e coordenadora do Coletivo de Mulheres com Deficiência do Maranhão.

Duarte destacou que Isabelle é uma indicação técnica e que ajudará na construção e efetivação de políticas públicas para as pessoas com deficiência.

“Com esse reforço, teremos a sensibilidade necessária para lutar por direitos e empoderar a classe”, disse.
Isabelle disse que o objetivo do deputado com a sua indicação é trazer para dentro do gabinete uma equipe que seja técnica, onde cada pessoa que faz parte tenha compromisso e expertise com as áreas específicas de afinidade e atuação.

“No meu caso, serei como uma referência para as pessoas com deficiência, bem como a pessoa que vai trazer esta realidade para dentro da Assembleia Legislativa. Assim, teremos condições de garantir projetos de lei e o cumprimento dos que já existem em prol deste segmento em todo o Maranhão”, destacou.

No evento, a presidente do Fórum Priscilla Selares apresentou, ainda, temas que devem nortear a atuação na esfera legislativa estadual, como passe livre intermunicipal, acesso das pessoas com deficiência ao mercado de trabalho, acessibilidade e saúde.

Nestes aspectos, o deputado se comprometeu em compor a Comissão de Defesa dos Direitos Humanos e das Minorias e buscar o diálogo para extinguir a necessidade de renovação anual de declarações que garantem acesso aos direitos das pessoas com deficiência, além de alternativas para reduzir a burocracia na marcação de consultas.

 

 

O conteúdo d'O INFORMANTE é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

mais / Notícias