Fechar
Buscar no Site

Dona de Smirnoff e Tanqueray tira suas marcas da Copa América

Foto: Reprodução

Depois da Mastercard e da Ambev, chegou a vez de a Diageo anunciar seu desembarque da Copa América.

A fabricante de bebidas dona de marcas como Johnnie Walker, Smirnoff, Black & White e Tanqueray, anuncia nesta quinta-feira (10) que vai retirar suas ações de marca aliadas ao campeonato no país. Em nota, a empresa diz que se trata de um gesto em respeito ao momento da pandemia.

“Os termos do patrocínio foram acertados quando o evento estava previsto para ser realizado na Colômbia e Argentina. A Diageo reitera seu compromisso com a sociedade observando os protocolos de segurança e ações institucionais que contribuam para a mitigação da pandemia”, diz a companhia.

Desde a chegada do coronavírus, a Diageo anunciou esforços de combate à doença no país, com doação de álcool em gel para hospitais públicos e equipamentos de proteção para bares e restaurantes. Em um movimento chamado “Pro-Bar”, a empresa diz que está destinando US$ 100 milhões para recuperação de estabelecimentos no mundo todo, sendo 1.800 pequenos negócios no Brasil.

Na noite de terça (8), a Mastercard anunciou que não vai mais ativar seu patrocínio durante o evento no país, embora continue como patrocinadora, ou seja, a empresa abre mão de fazer ações de promoção e exposição da marca aliadas à competição. A Ambev seguiu o exemplo na quarta (9) e anunciou que suas marcas também não estarão presentes na Copa América. Na prática, a empresa honra o pagamento do patrocínio, mas não vai usar.

(Mariana Grazini e Andressa Motter)

O conteúdo d'O INFORMANTE é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

mais / Notícias