Fechar
Buscar no Site

Desembargadora aposentada perde ação para incorporar vantagens

A desembargadora aposentada Etelvina Ribeiro Gonçalves entrou com ação contra o Tribunal de Justiça com o objetivo de incorporar vantagens pessoais e verbas de representação à sua aposentadoria.

O Tribunal concedeu apenas parte do que a magistrada pleiteava, e esta, inconformada, recorreu por meio de Embargo de Declaração, que foi julgado na semana passada. O resultado foi negativo para a pretensão da desembargadora.

O conteúdo d'O INFORMANTE é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

mais / Notícias