Fechar
Buscar no Site

Desembargador maranhense manda soltar ex-ministro e pastores presos pela PF

Beneficiado por um habeas corpus do desembargador maranhense Ney Bello, do Tribunal Regional Federal, da 1ª Região, deve ser posto em liberdade, ainda nesta quinta-feira, 22, o -1, o ex-ministro da Educação Milton Ribeiro, preso nessa quarta-feira, 22, numa operação da Polícia Federal. A decisão de Ney Belo, de ofício, estende-se aos pastores Gilmar Santos e Arilton Moura, além do ex-assessor da Prefeitura de Goiânia Helder Diego da Silva Bartolomeu e o ex-assessor do MEC Luciano de Freitas Musse, também presos pela PF.

O habeas corpus foi impetrado Bello pela defesa do ex-ministro e vale até o julgamento de mérito pelo colegiado do TRF.

Os advogados de Ribeiro já haviam impetrado um habeas corpus no início da manhã, mas a liminar fora negada pelo desembargador Morais da Rocha, que estava de plantão. Ele alegou que a defesa não havia apresentado os documentos necessários para comprovar “constrangimento ilegal” na prisão.

 

O conteúdo d'O INFORMANTE é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

mais / Notícias