Fechar
Buscar no Site

Denúncia de que ocupantes do ‘Marielle Franco’ podem invadir nova área da Siderúrgica Viena mobiliza autoridades

Clima no acampamento Marielle Franco está bastante hostil

O clima voltou a ficar tenso no município de Itinga-MA, onde integrantes do MST (Movimento Sem Terra) que ocupam há cinco anos o acampamento ‘Marielle Franco’ estariam se movimentando para invadir uma outra área, de mais de mil hectares, na localidade ‘Barro Vermelho’, pertencente à siderúrgica Viena. Toda a área já teria sido preparada, inclusive com colocação de bandeiras do MST nos eucaliptos, estabelecendo uma rota para que a invasão ocorra na madrugada desta quarta-feira, 16.

Diante da informação da possibilidade de uma nova invasão, representantes da siderúrgica já procuraram as autoridades do estado para que alguma providência seja tomada.

O INFORMANTE procurou a Secretaria da Segurança, que confirmou ter tomado conhecimento da denúncia, e que está mantendo a área sob vigilância para não permitir qualquer ação ilegal. Fonte da SSP disse que o ambiente está bastante hostil no acampamento Marielle Franco e que a polícia está tendo o máximo de cautela para evitar maiores problemas.

Seguranças da Viena vigiam a área para impedir qualquer tentativa de invasão.

Reunião – Segundo apurou O INFORMANTE, uma reunião está sendo convocada pela secretária de Direitos Humanos e Participação Popular, Amanda Costa, para esta quarta-feira, 16, com a presença de representantes da Secretaria da Segurança Pública e do Tribunal de Justiça do Estado, a fim de encontrar uma solução para o problema, que se mostra grave.

 

O conteúdo d'O INFORMANTE é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

mais / Notícias