Fechar
Buscar no Site

Decretada prisão preventiva do motorista que atropelou e matou médico

Gilson Carlos foi preso ainda manhã de domingo (25), no Plantão do Maiobão (Foto: Divulgação)

Durante audiência de custódia, ocorrida nessa segunda-feira (26), foi decretada a prisão preventiva de Gilson Carlos Barros Ferreira, de 32 anos, que atropelou e matou o médico urologista Luís Carlos Cantanhede, 56, na manhã do último domingo (25). A conversão da prisão em flagrante em preventiva foi determinada pela juíza Janaína Araújo de Carvalho, da Central de Inquéritos e Custódia, de São Luís. Após a audiência, o preso foi conduzido para o Instituto Médico Legal (IML), para os exames de praxe; e, em seguida, transferido para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas, onde ficará à disposição da Justiça.

O conteúdo d'O INFORMANTE é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

mais / Notícias