Fechar
Buscar no Site

Consórcio Brasil Central decide não importar, por enquanto, a vacina Sputnik

Foto: Reprodução

Em comunicado nesta quinta-feira (10), o Consórcio Brasil Central, formado pelo Maranhão, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins e Rondônia, além do Distrito Federal, informou que decidiu não importar, por enquanto, a vacina Sputnik V.

Segundo a nota, os conselheiros decidiram aguardar a decisão final da Anvisa sobre o uso emergencial da vacina, para, então efetivarem a compra do imunizante.

De acordo com o Consórcio, as estritas e complexas condições impostas pela Anvisa, na autorização excepcional para importação da Sputnik levaram os consorciados a manter o interesse na compra do imunizante, desde que haja autorização e regulamentação pela Anvisa.

“Nesse sentido, o Consórcio Brasil Central reafirma seu interesse na compra da vacina, porque entende que o momento exige o maior número possível de imunizantes à disposição dos Governos e das populações, mas alinha-se a manifestação das Unidades da Federação consorciadas para que se aguarde a autorização da Anvisa para uso emergencial da Sputnik V”, finaliza a nota.

O conteúdo d'O INFORMANTE é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

mais / Notícias