Fechar
Buscar no Site

Conselho de Ética decide cassar mandato da deputada Flordelis

Foto: Reprodução

Por 16 votos a 1, o Conselho de Ética da Câmara dos Deputados decidiu cassar o mandato da deputada Flordelis (PSD-RJ). A parlamentar é acusada de ser mandante do assassinato do marido, o pastor Anderson do Carmo.

O crime ocorreu em junho de 2019, no Rio de Janeiro. A maioria dos parlamentares do colegiado foi favorável ao parecer do relator, o deputado Alexandre Leite (DEM-SP) e, agora, o caso terá de ser decidido no plenário da Câmara. Flordelis pode ainda recorrer à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

O único voto contra ao parecer do relator foi do deputado Márcio Labre (PSL-RJ). Leite considerou que a conduta da parlamentar não é condizente com a de um representante do povo. “As provas coletadas tanto por esse colegiado, quanto no curso do processo criminal, são aptas a demonstrar que a representada tem um modo de vida inclinado para prática de condutas não condizentes com aquilo que se espera de um representante do povo”, escreveu Leite.

Flordelis não pode ser presa por causa da imunidade parlamentar e tem sido monitorada por tornozeleira eletrônica, desde o ano passado, o que pode mudar caso ela perca o mandato.

O conteúdo d'O INFORMANTE é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

mais / Notícias