Fechar
Buscar no Site

Conferência Estadual do PCdoB sinaliza defesa de federação com PT e PSB

Márcio Jerry: "Agora podemos nos unir em federações no Brasil".

Criação de novas alianças políticas e apelo à unidade deram o tom da 17ª Conferência Estadual do PCdoB, realizada na noite da última sexta-feira (1º), em São Luís. Reunindo lideranças nacionais, estaduais, municipais e movimentos sociais, o evento foi marcado também pela comemoração da derrubada do veto imposto por Jair Bolsonaro (sem partido) ao projeto de lei que autoriza partidos a se unirem em uma federação para disputarem eleições e atuarem como uma só legenda.

Às vésperas do centenário do PCdoB, o encontro foi definido como ‘histórico’, por reunir militâncias de diferentes legendas, unidas no propósito comum de barrar os intentos autoritários e antidemocráticos de Bolsonaro.

Além do governador Flávio Dino e do próprio presidente estadual da legenda, secretário das Cidades e Desenvolvimento do Maranhão e deputado federal licenciado Márcio Jerry, a conferência reuniu, na mesma mesa, nomes como o do vice-governador Carlos Brandão, o presidente do PSB-MA, deputado federal Bira do Pindaré;

o presidente Estadual do Cidadania, Eliel Gama, o presidente estadual do PT do Maranhão, Augusto Lobato, e o senador Weverton Rocha (PDT).

“Agora podemos nos unir em federações no Brasil e quero aqui anunciar a minha posição individual, como deputado e presidente estadual do PSB, de montar a coligação PSB, PT e PCdoB”, afirmou Bira.

Ainda em defesa da Frente Ampla, Márcio Jerry também assegurou que o principal objetivo do partido, já a partir desta semana, será intensificar o diálogo com todos os pré-candidatos ao Palácio dos Leões, sociedade e movimentos sociais para garantir a continuidade do trabalho comandado por Dino no estado.

“Se nós colocarmos à mesa, sobretudo e essencialmente, o compromisso com esse programa de manutenção das conquistas e ampliação, isso será suficiente para nos aconselhar a termos e construirmos uma unidade vitoriosa para o Maranhão”, declarou.

O conteúdo d'O INFORMANTE é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

mais / Notícias