Fechar
Buscar no Site

Classe empresarial do Maranhão silencia no caso do Porto São Luís

 

O porto São Luís foi comemorado por toda a classe empresarial do Maranhão como sendo uma obra importantíssima para aumentar a movimentação econômica dos municípios da grande ilha de São Luís.

O governo Flávio Dino, via Secretaria de Direitos Humanos, participou, juntamente com sociedade civil – União por Moradia, Comissão Pastoral da Terra – CPT, Fetaema e Smdh. e também o MP e DPE, de todas as conversas e reuniões para cumprir a reintegração de posse que tramita desde 2015 na justiça.

As principais entidades empresariais relacionadas ao comércio, prestação de serviços e a Industria fizeram rodadas de negócios com a empresa Porto São Luís ou mesmo levaram os executivos da empresa para apresentar o grandioso projeto em suas plenárias empresariais.

No entanto, ao contrário do Governo do Estado, que busca mostrar com transparência o cumprimento de uma ordem judicial de um processo que já tramita há mais de quatro anos, boa parte da classe empresarial se acovarda e se cala, permitindo o massacre ao empreendimento pautado em grande maioria por informações inverídicas.

O conteúdo d'O INFORMANTE é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

mais / Notícias