Fechar
Buscar no Site

‘Caso Karina’

Uma viatura Triton, do Cosar (Companhia de Operações e Sobrevivência em Área Rural); um Duster branco, da Delegacia Regional de Balsas; uma viatura branca, do Grupo de Operações Especiais (GOE), do 4º Batalhão da Polícia Militar de Balsas; e uma viatura Pajero do Cosar.

Estavam em uma dessas viaturas (ou mais) os policiais que confundiram o Pálio preto, ocupado por duas irmãs, com um carro de assaltantes de banco em fuga, e atiraram, matando uma das jovens, Karina Brito Ferreira, 23 anos, e ferindo outra, Kamila Brito Ferreira, 27. Balsas, dezembro do ano passado.

O conteúdo d'O INFORMANTE é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

mais / Notícias