Fechar
Buscar no Site

Brandão anuncia auxílio da Força Estadual de Saúde em apoio aos Yanomami

Foto: Reprodução

O governador Carlos Brandão anunciou em suas redes sociais que disponibilizou o envio da Força Estadual de Saúde do Maranhão para a missão humanitária federal na terra indígena Yanomami, em Roraima. A decisão foi divulgada nesta terça-feira, 24.

O governador falou da importância de contribuir para minimizar a situação dramática vivida pelos indígenas. “Temos acompanhado a situação do povo Yanomami e disponibilizei o envio de uma equipe da Força Estadual de Saúde do Maranhão, para auxiliar na assistência aos indígenas em Roraima. Vamos contribuir com as ações do Ministério da Saúde”, declarou.

Ele classificou a situação como “inaceitável” e afirmou que trabalhará ao lado do presidente Lula para a proteção dos povos originários no Maranhão e no Brasil.

O secretário de Estado da Saúde, Thiago Fernandes, reiterou as ações que estão sendo tomadas pelo governo do Estado do Maranhão para o auxílio aos povos indígenas.

“Por determinação do governador Carlos Brandão, colocamos à disposição do Ministério da Saúde os profissionais da Fesma. Nossa equipe tem experiência no acompanhamento de povos indígenas no Maranhão e poderá auxiliar na assistência ao povo Yanomami, em Roraima. Cuidar das pessoas é a nossa missão”, postou o secretário em sua rede social.

A Força Estadual de Saúde do Maranhão deverá se juntar à Força Nacional do SUS, ao Exército e às delegações de outros estados que também têm se deslocado até Roraima. Os Yanomami têm enfrentado uma crise humanitária causada pelo abandono das políticas públicas destinadas aos indígenas e à expansão do garimpo ilegal nos últimos quatro anos, de acordo com informações do Ministério dos Povos Indígenas.

Os trâmites estão sendo discutidos com Ministério da Saúde, Secretaria de Saúde de Roraima e também com a do Maranhão.

O conteúdo d'O INFORMANTE é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

mais / Notícias