Fechar
Buscar no Site

Braide anuncia nova secretaria, subprefeitura rural e diz que deve fazer parcerias produtivas com o governo Flávio Dino

Prefeito Eduardo Braide recebe Lira em seu gabinete hoje

Na primeira entrevista coletiva à imprensa como prefeito de São Luís, Eduardo Braide anunciou, nesta segunda-feira, 4, a criação da Secretaria da Pessoa com Deficiência, de uma subprefeitura para a Zona Rural, extinção da Secretaria de Relações Parlamentares, com a consequente reorganização da secretaria de Projetos Especiais e reestruturação da Fundação de Patrimônio Histórico. Questionado por jornalistas sobre a relação com o Palácio dos Leões, o prefeito disse que a intenção é fazer parcerias produtivas com o governo do estado e que está aberto para isso.

O prefeito revelou que ampliará o valor da isenção para pagamento da taxa de alvarás. “Hoje é até 177 mil de faturamento anual. Vamos aumentar o valor para ter essa isenção”, afirmou o prefeito, ao anunciar desburocratização para as empresas beneficiadas, providências que está tomando devido à pandemia do coronavírus.

Eduardo Braide informou que ainda hoje estará encaminhando à Câmara Municipal de São Luís a mensagem de criação da Secretaria da Pessoa Com Deficiência. “Extinguiremos a Secretaria de Relações Parlamentares e faremos o remanejamento de cargos. A função é dialogar com outras secretarias, de saúde, educação no sentido de transformar São Luís uma cidade inteligente, sustentável e humana”, ressaltou.

Por outro lado, “teremos soluções criativas que respeitem o meio Ambiente, além de buscar parcerias”, disse o prefeito ao falar sobre a criação da subprefeitura da zona rural, por meio de lei, e a reorganização da Secretaria de Projetos Especiais, que será transformada em Secretaria de Inovação, Sustentabilidade e Projetos Especiais, com o objetivo de aumentar as ações.

Passará também por restruturação a Fundação de Património Histórico. Trata-se de um “reforço para acabar com essa história de São Luís perder o título de patrimônio mundial”, sentenciou Braide.

Questionado sobre o plano municipal de vacinação da Covid-19, o prefeito disse: “Estamos aguardando apenas as regras do plano nacional, e, assim que estiverem definidas no sentido de fazermos a readequação, nós anunciaremos nosso plano. Temos toda a logística pronta, os pontos por onde começar. Teremos postos em terminais, escolas, shoppings, vacinações volantes ao acamados. Ressalto que temos que ter precauções, por exemplo, a pessoa que recebeu a primeira dose também receba a segunda da mesma vacina. Outro alerta, quem já foi contaminada só pode ser vacinada após quatro semanas. Atrelado a isso, garantirmos o local mais confortável pros idosos. Ao lado disso já fizemos o levantamento de seringas e agulhas a serem compradas. O plano de vacinação está pronto”, garantiu.

Ao fim da entrevista, Eduardo Braide revelou que as aulas da rede municipal de ensino serão iniciadas remotamente e, também, que o primeiro concurso a ser feito pela Prefeitura será para a Guarda Municipal.

Sobre o relacionamento com o Estado, Eduardo Braide afirmou que deve fazer parcerias produtivas com o governo Flávio Dino e que está aberto a isso.

O conteúdo d'O INFORMANTE é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

mais / Notícias