Fechar
Buscar no Site

Bolsonaro se irrita e veta o Renda Brasil: ‘Vamos continuar com o Bolsa Família e ponto final’

Foto: Reprodução

 

Bolsonaro se irrita e veta o Renda Brasil: ‘Vamos continuar com o Bolsa Família e ponto final’

O presidente Jair Bolsonaro reagiu à intenção da equipe econômica de congelar aposentadorias e pensões e abandonou os planos de criar um programa social de sua gestão baseado no Bolsa Família. “Até 2022, no meu governo, está proibido falar a palavra Renda Brasil. Vamos continuar com Bolsa Família e ponto final”, disse em vídeo divulgado nas redes sociais.

Bolsonaro também desautorizou o autor da proposta: “só posso dar um cartão vermelho para essa pessoa”. A ideia foi defendida na véspera pelo secretário especial da Fazenda, Waldery Rodrigues. Sua situação no governo é considerada delicada.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, que adiou participação em evento no Palácio do Planalto após a declaração do presidente, afirmou, em seguida, que a ideia de congelar benefícios foi mal interpretada pela imprensa. “O cartão vermelho não foi para mim”, disse.

A equipe econômica cogitou congelar aposentadorias depois de Bolsonaro rejeitar outras propostas para custear o Renda Brasil. Veja as alternativas listadas por técnicos da Economia.

O abandono do programa em gestação mostra ineficiência, falta de visão e dificuldade de debate do governo, afirma André Marques, coordenador executivo do Centro de Gestão e Políticas Públicas do Insper. “Parece que está mais preocupado com sua marca social do que com o interesse da população”, diz.

A reação revela como o contraditório e a possibilidade de ser criticado nas redes sociais são elementos praticamente insuportáveis para o presidente, avalia o jornalista Renato Andrade, no Analítico. (O Globo)

O conteúdo d'O INFORMANTE é livre e seus editores não têm ressalvas na reprodução do conteúdo em outros canais, desde que dados os devidos créditos.

mais / Notícias